Artigos & Papers

    Estratégias de visualização “combinadas” marcam um novo capítulo para o mercado

    Share on facebook
    Share on twitter
    Share on linkedin
    Share on telegram
    Share on whatsapp
    Share on email
    Share on print

    Sejam emissoras ou plataformas nativas de vídeo sob demanda, os proprietários de mídia estão aprendendo a encontrar um equilíbrio entre VOD e linear – com impactos significativos na janela de conteúdo, monetização e publicidade.

    Por Viviane Vela*

    O universo de vídeo sob demanda (VOD) é fascinante, até porque temos empresas concorrentes abordando estratégias de entrega de direções opostas – com muitas agora se encontrando no meio e apostando em um futuro que empresta o melhor de cada modelo.

    No fim deste ano, a ITV, a emissora comercial do Reino Unido, lança o ITVX, um divisor de águas e um momento decisivo em que veremos gêneros como drama roteirizado mudar para VOD-first.

    Enquanto isso, temos plataformas SVOD – ou seja, cuja receita é originada de assinaturas – reavaliando algumas das suposições que alimentaram seu crescimento original – e agora vemos um papel claro para conteúdo linear em suas ofertas.

    É um conto de jornadas e modelos de negócios contrastantes e mostra o quanto o mercado, para ganhar e reter audiências, vem polinizando ideias à medida que evolui.

    Alguns podem argumentar que isso está roubando os manuais de outros proprietários de mídia – mas tudo aponta para a convergência de mercado no restante da década, e terá ramificações significativas para janelas de conteúdo, monetização e publicidade.

    As emissoras estão estratégias de VOD que melhor se adaptam ao seu posicionamento, preservando seus pontos de diferença, e as plataformas de VOD estão adotando conceitos estabelecidos há muito tempo, como TV com horários e descoberta de conteúdo com curadoria por meio de canais lineares.

    Por exemplo, com a mudança de audiências ao vivo para conteúdo roteirizado, as emissoras começaram a mudar suas estratégias de janela para melhor corresponder aos comportamentos e preferências de visualização – e em muitos casos garantiram audiências maiores usando VOD pré e pós-transmissão do que linear.

    Por outro lado, conteúdo de interesse compartilhado, como notícias, esportes e eventos especiais, ainda atrai a grande maioria de suas audiências do linear, especialmente quando as emissoras criam um verdadeiro senso de ocasião.

    Enquanto isso, após anos de exclusividade VOD, a Netflix lançou o canal linear Netflix Direct na França; Prime Video e YouTube agora oferecem esportes ao vivo, e a Paramount+ lançou uma série de transmissões ao vivo dedicadas a gêneros ou franquias específicas como Star Trek.

    Em um mundo de escolha de mídia ampla, parece que a curadoria de conteúdo está sendo reavaliada.

    Além disso, também estamos vendo um afastamento das estratégias de lançamento de uma só vez e um leve distanciamento da compulsão de box-set. Demorou um pouco, mas as plataformas de VOD parecem ter percebido o quão útil é gerar buzz e aumentar o “efeito watercooler” agendando conteúdo regularmente, assim como as emissoras tradicionais.

    Este é um movimento sábio; uma sensação de antecipação pode ter um enorme impacto nas respostas emocionais do público – em vez de alimentar hits de dopamina por meio de gratificação instantânea, as plataformas são capazes de explorar o que os psicólogos chamam de “recompensas trabalhadas ou esperadas”, que liberam serotonina de forma mais constante a longo prazo.

    Essa abordagem mais restrita ajuda a maximizar o interesse pelo conteúdo por mais tempo e abre experiências mais significativas, memoráveis e duradouras.

    Os lançamentos semanais de episódios também dão tempo para as discussões se desenvolverem em torno dos programas e potencialmente mantêm os assinantes a bordo por mais tempo, aumentando a receita de assinaturas.

    Esta é uma tática que provavelmente terá um efeito indireto em outros tipos de conteúdo de visualização – e veremos a arte de trailers, provocações e cortes reavaliados.

    Finalmente, à medida que a escolha do espectador se expande e as plataformas utilizam uma combinação mais ampla de estratégias de entrega de conteúdo – abrangendo VOD de formato longo e curto, ao vivo e sob demanda, IP e transmissão – será essencial o entendimento desse consumo.

    A peça final deste complexo quebra-cabeça é a medição de audiência entre plataformas, que permitirá extrair insights para a calibração correta dos diferentes modelos e ter inteligência competitiva, vital para estratégias bem-sucedidas de monetização híbrida.

    Viviane Vela é diretora da Kantar IBOPE Media.

    teste

    Compliance

    A Kantar IBOPE Media disponibiliza um canal de comunicação direto para aqueles que buscam informações ou orientação a respeito do Código de Conduta, políticas e procedimentos da empresa ou que desejam informar uma situação de risco ou potencial não conformidade com as políticas da empresa, regulamentos ou valores.

    O Compliance está disponível para todos os colaboradores, fornecedores, clientes e comunidade com a garantia do anonimato, sigilo e sem qualquer tipo de retaliação.

    Verificação de denúncias

    A partir da denúncia de suspeita de não conformidade, a área de Integridade Corporativa efetuará as investigações necessárias, identificando inicialmente se as alegações são verídicas ou não. Caso seja apurada alguma violação, a Kantar IBOPE Media tomará as medidas apropriadas para corrigir a não conformidade.

    Para falar com o Compliance entre em contato pelo e-mail compliancebrasil@kantar.com ou acesse o Right To Speak: https://secure.ethicspoint.eu/domain/media/pt/gui/106217/index.html

    teste

    Privacidade

    Você está fazendo a solicitação em nome de terceiro sob a sua responsabilidade (ex: menor de idade)?*
    Qual a melhor forma de entrarmos em contato com você para confirmar sua solicitação ou esclarecer qualquer dúvida?*
    Qual foi a forma da realização da pesquisa?*
    Qual foi o tema da pesquisa?*

    * Ao enviar esta solicitação você concorda com os termos e política de privacidade do site.

    Sua solicitação foi enviada com sucesso.

    teste

    Entrevistados

    Todo mês, realizamos milhares de entrevistas no País para compor os painéis de audiência de TV, responder às pesquisas de consumo dos meios e fomentar outros estudos.

    Em todos os casos, a confidencialidade do entrevistado é garantida por lei. As informações coletadas são utilizadas apenas em análises coletivas, nas quais os dados pessoais ou opiniões individuais dos participantes nunca são repassados ou divulgados em nenhuma hipótese.

    As nossas entrevistas são realizadas face a face, por telefone ou via online. Caso seja abordado por um dos nossos entrevistadores e deseje confirmar a veracidade da pesquisa, disponibilizamos uma lista de contatos de acordo com as áreas dos nossos estudos:

    Entrevistas sobre hábitos de consumo de mídia e produtos
    ou Levantamento Socioeconômico:
    0800 770 0999
    Entrevista face a face ou por telefone para pesquisa de consumo
    de rádio, jornal e outros meios
    0800 771 7713
    Recrutamento para painel de audiência de TV
    08000 111 830
    teste

    Orçamento de Produtos

    Para que possamos melhor atendê-lo, solicitamos que nos forneça algumas informações sobre você, sua empresa e as suas necessidades, através do preenchimento do formulário abaixo.

    Já contratou serviços de pesquisa alguma vez?*

    * Ao enviar esta solicitação você concorda com os termos e política de privacidade do site.

    Sua solicitação foi enviada com sucesso.

    teste

    Imprensa

    Para obter mais informações sobre a atuação e soluções da Kantar IBOPE Media e solicitar inclusão em nosso mailing de imprensa, utilize os contatos abaixo:

    AD Comunicação e Marketing Assessoria de Imprensa da Kantar IBOPE Media e IBOPE Repucom

    T +55 (11) 3042-6442

    Comunicação institucional Kantar IBOPE Media

    Cookie Consent with Real Cookie Banner